PUBLICAÇÕES

livros

C. Fernandes, M. A. Rancel (eds.), A imprensa como fonte para a história da interpretação musical. Lisboa, BNP/INET-MD, 2021.
A. M. Cardoso, José dos Santos Pinto: retrato de um músico profissional durante o Estado Novo. Lisboa, Edições Colibri. 2019.
L. Cymbron, Francisco de Sá Noronha (1820-1881): um músico português no espaço atlântico, Famalicão, Edições Humus-CESEM, 2019.
 

capítulos de livros

C. Fernandes, “Tra cappelle, palazzi e teatri: i percorsi professionali dei cantanti al servizio di Giovanni V e di Maria Anna d’Asburgo”, in G. Raggi e L. S. Carneiro (eds.), Filippo Juvarra, Domenico Scarlatti e il ruolo delle donne nella promozione dell’opera in Portogallo. Roma, Editoriale Artemide, 2021, pp. 157-180.
A. M. Cardoso, “Sociedade Filarmónica Lobelhense: from past to future”, in D. Sagrillo (ed.), Alta Musica, Weikersheim, Margraf Publishers GmbH, 35, 2020, pp. 55-62.
A. M. Cardoso, “António Abrantes Almeida: maestro of Abrunhosa do Mato's wind band", in N. Amendola, G. Sciommeri, A. Cosentino (eds.), Music, individuals and contexts: dialectical interaction, Roma: Univresitalia/Società Editrice di Musicologia, 2019, pp. 463-468.
H. Sá, "Women students in the Real Academia de Amadores de Música of Lisbon: The violin class in the transition from the late 19th to the early 20th century" in H. Marinho, M. R. Pestana, M. J. Artiaga, R. Penha (eds), Hidden archives, hidden practices: debates about music-making. Aveiro: UA Editora, 2020.
F. Esposito, “The Concertante Symphony as ‘Musical Metaphor’: The Role of Orchestral Music in the Concert Practice of Liberal Lisbon (1822-1853)”, in J. I. Suárez García, R. Sobrino (eds.), Symphonism in Nineteenth-Century Europe, Turnhout, Brepols, 2019 (Speculum Musicae, 35), pp. 319-336.
C. Fernandes, “Portuguese Young Musicians under Royal Patronage in Rome and their Relations with the National Church: some Pieces of the Puzzle”, in M. Berti, É. Corswaren, J. Morales (eds.), Music and the Identity Process: The National Churches of Rome and their Networks in the Early Modern Period, «Épitome musical», Turnhout, Brepols, 2019, pp. 389-394.
T. M. Hora, “Pioneering early music recordings in Portugal: the impact of producer Simões da Hora and engineer Hugo Ribeiro in the ‘golden days’ of Valentim de Carvalho", in N. Amendola, G. Sciommeri, A. Cosentino (eds.), Music, individuals and contexts: dialectical interaction, Roma: Univresitalia/Società Editrice di Musicologia, 2019, pp. 275-286.
F. M. Jalôto, “Antonio Tedeschi, ‘Sanctæ Patriarchalis Ecclesiæ Regius Cantor’: an Italian musician at the court of John V”, in P. Diez del Corral (ed.), Politics and the Arts in Lisbon and Rome. The Roman Dream of John V of Portugal, Oxford University Studies in the Enlightenment, Liverpool University Press, 2019, pp. 163-186.
J. Silva, “Portugal, Mechanised Entertainment, and the Second Industrial Revolution”, in M. Sala (ed.), Music and the Second Industrial Revolution, Turnhout, Brepols, 2019, pp. 57-80.
 

artigos

A. M. Cardoso, “A construção de um perfil de músico lato e multifacetado no contexto das bandas filarmónicas e militares durante o Estado Novo: o caso dos músicos do Quinteto Nacional de Sopro”, in Estudios Bandísticos: Wind Band Studies, vol. 4, Asociación Nacional de Directores de Banda, 2020.
P. Diez Del Corral Corredoira, C. Fernandes, "Del Tajo al Tíber: la formación de músicos y artistas portugueses en Roma durante el reinado de Juan V (1707-1750)", in Revista de Historia Moderna. Anales de la Universidad de Alicante, nº 38, Outubro de 2020, pp. 326-359.
H. Sá, “O violino em Portugal no primeiro quartel do século XX: perspectiva sobre a Escola de Música do Conservatório de Lisboa" in Post-ip: Revista do Fórum Internacional de Estudos em Música e Dança, n.º 5, Novembro de 2020, pp. 51-63.
L. M. Santos, “José Viana da Mota e as instituições da vida musical lisboeta na década de 1910”, in Revista Portuguesa de Musicologia, 7/2, 2020, pp. 265- 290.
C. Fernandes, “Michel’angelo Lambertini y la novedad de los «conciertos históricos» con instrumentos antiguos en Lisboa (1906): arqueología musical y cosmopolitismo”, in Revísta de Musicologia (SEDEM - Sociedad Española de Musicologia), vol. XLII, nº1, 2019, pp. 153-182.
H. Sá, "As sonatas de Ludwig van Beethoven para piano e violino por Alexandre Rey Colaço e Júlio Cardona: uma revisitação dos concertos de 1915 através da imprensa da época" in Post-ip: Revista do Fórum Internacional de Estudos em Música e Dança, vol. 4 n.º 4, Setembro de 2019, pp. 106 – 115.
F. Esposito, "En dirección a la América del Sur: los pasos ibéricos de Sigismund Thalberg y la modernización de la actividad concertística del siglo XIX”, in J. M.López (ed), Músicas coloniales a debate. Procesos de intercambio euroamericanos, ICCMU - Música Hispana. Textos. Estudios, Número 22, Madrid, 2018, pp. 401-409.
C. Fernandes, “As últimas sonoridades do Absolutismo monárquico: a actividade musical na Patriarcal de Lisboa entre 1792 e 1834”, in dossier temático "Música e poder real em Portugal no século XVIII: repertórios, práticas interpretativas e transferências culturais", in Revista Portuguesa de Musicologia, vol. 5, nº 2, 2018, pp. 253-298.
D. Vinagre, “João Baptista André Avondano: Um percurso formativo invulgar sob patrocínio real”, in dossier temático "Música e poder real em Portugal no século XVIII: repertórios, práticas interpretativas e transferências culturais" (coord. Cristina Fernandes), in Revista Portuguesa de Musicologia, vol. 5, nº 2, 2018, pp. 203-227.
 

teses

D. Vinagre, O violoncelo na música sacra em Portugal entre 1750 e 1834, Tese de Doutoramento em Ciências Musicais (Musicologia Histórica) - NOVA/FCSH, 2021.
T. Teixeira (colaborador), Ser Músico em Portugal: Publicação e Visualização de Dados com Solução Mediawiki e Arquitetura MVC, Tese de Mestrado em Engenharia de Telecomunicações e Informática - IST, 2021.
L. F. Santos, Flexible Data Management and Publication with Mediawiki, Tese de Mestrado em Engenharia de Telecomunicações e Informática - IST, 2020.
H. Sá, O Violino em Portugal na Primeira República: Contextos, Protagonistas e Repertórios. Tese de Doutoramento em Música - Universidade de Aveiro, 2021 - entregue
A. M. Cardoso, A regulação da atividade musical e a construção de um estatuto dos músicos: o caso do Quinteto Nacional de Sopro. Tese de Doutoramento em Etnomusicologia - Universidade de Aveiro - em curso
F. M. Jalôto, Antonio Tedeschi (1702-1770): "Doutíssimo Professor Músico de Sua Majestade" - Percurso Biográfico; Perfil Artístico; Estudo e Análise da Obra. Tese de Doutoramento em Ciências Musicais (Musicologia Histórica) - NOVA/FCSH - em curso
A. Machado, A Irmandade de Santa Cecília em Portugal (1603-1834): Uma Abordagem Socioprofissional do Músico. Tese de Doutoramento em História, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (em curso)Tese de Doutoramento em Ciências Musicais (Musicologia Histórica) - NOVA/FCSH - em curso
R. Pinto, Emergência de uma cultura sinfónica em Lisboa (1846-1911) . Tese de Doutoramento em Ciências Musicais (Musicologia Histórica) - NOVA/FCSH - em curso